Confira as novidades do SBT para 2022

Entrevista: Gustavo Ribeiro, diretor do curta-metragem brasileiro Napo

O Animation Info conversou com Gustavo Ribeiro, diretor do curta-metragem brasileiro "Napo", a primeira produção lançada pelo estúdio Miralumo Filmes. O curta, que já está disponível no YouTube, participou em mais de 60 festivais mundo afora, e foi premiado em 20 deles.

A emocionante história gira em torno de Napo, um senhor que, por conta do agravamento do Alzheimer, vai morar com a filha Lenita e com o neto João. Aos poucos, a doença o fez esquecer todos os que passaram por sua vida. Mas, João encontra uma maneira de criar novas lembranças nas memórias de seu avô através de desenhos. Confira a entrevista exclusiva:
 
 
Animation Info: Você se formou em Artes Visuais, e também é um dos fundadores da produtora Miralumo Films e da escola de artes digitais Revolution, ambas em Curitiba. A animação faz parte da sua vida desde criança? Quais são as suas maiores influências?

Gustavo: O cinema, a animação e os efeitos visuais fazem parte da minha infância desde muito novo. Eu me lembro de ser muito novo, por volta de 7 anos e já de alguma maneira sonhar em fazer filmes. Meu pai sempre foi muito cinéfilo então através dele eu conheci não só o cinema norte americano mas os cinemas de diferentes partes do mundo como o cinema da Índia, Polônia, França e de muitos outros países.
 
Acho que minhas maiores influências são cineastas como Fernando Meirelles, Alê Abreu, Hayao Miyazaki, Pete Docter, Greta Gerwig, Dennis Villeneuve entre outros e outras cineastas.

Animation Info: Como surgiu a ideia do curta "Napo"? A animação é para adultos e crianças, e trata de uma doença que está presente em muitas famílias, o Alzheimer. Como foi o processo de adaptação deste tema para o público infantil?

Gustavo: A ideia surgiu através da vontade de um grupo de amigos no terceiro ano da faculdade do curso de Artes Visuais da UFPR, de mandar um projeto para um edital do estado do Paraná, o Profice. Eu, o Daniel Freire, a Gabriela Antonia Rosa e a Thais Peixe decidimos nos unir para pensar em uma história.
 
Na época, o Daniel estava passando por uma situação em que a avó dele tinha Alzheimer e ele estava com muita vontade de falar sobre isso. Após um tempo de pesquisa, decidimos falar sobre o poder de transformação da arte e como existem outras vias para construir lembranças.

O processo de adaptação desse tema para o público infantil foi vital, pois  a história se dá através do olhar de uma criança e discute um pouco de como esse olhar não traz barreiras para a criação de conexões.
 
No nosso filme, temos três personagens em diferentes lugares em relação às memórias: a mãe tem uma visão pré-definida de que foi o seu pai, pois ela já tem um conjunto muito grande de lembranças de quem ele foi um dia. O avô, Napo, perde aos poucos todas as lembranças que o definiam. No entanto, João, o neto, não tem tantas visões pré definidas de quem o avô foi. Para ele, o mais importante é quem o avô é agora. E é através desse olhar do João que a relação entre os dois se estabelece.
 
Animation Info: "Napo" é o primeiro curta do estúdio Miralumo e já ganhou reconhecimento internacional em dezenas de festivais, e agora estreia oficialmente no YouTube. Quanto tempo durou a produção do curta? Quais foram os maiores desafios no processo de criação e produção?

Gustavo: A produção do curta começou em 2018 e terminou no final de 2019 para início de 2020. O filme teve desafios do início ao fim. Desenvolver o processo de produção de um filme 3D é extremamente difícil e complexo.
 
Então, com a ajuda de muita gente ao longo do processo, a gente foi descobrindo como desenvolver essa animação 3D da melhor maneira possível, passando por todas as dificuldades artísticas e técnicas, que envolveram tanto questões de software quanto o fato de termos pessoas que estavam em dezenas de países diferentes trabalhando na produção.

Animation Info: A animação é dedicada ao seu avô, que se foi durante a pandemia de Covid-19. Você se baseou em histórias ou momentos familiares para escrever o roteiro? É uma história autobiográfica, Napo tem um pouquinho do seu avô e o neto João tem um pouquinho do Gustavo?

Gustavo: A animação é dedicada ao meu avô e a todos os avôs e avós do mundo. Existem vários momentos no roteiro que são baseados não só na minha infância, como na infância de todos nós. Se você é da década de 90 provavelmente só existia uma TV na casa toda e, quando seus avôs ou avós chegavam, você perdia essa posse da TV.
 
A ideia foi tentar trabalhar lembranças universais. De início eu não achava que era uma história autobiográfica, mas após meu avô falecer eu fui vendo o quanto da nossa relação foi inconscientemente indo para o filme.
 
Animation Info: Durante o curta é inevitável não lembrar de outras produções emocionantes como por exemplo "UP: Altas Aventuras". Na criação de "Napo" você se inspirou em alguma animação?

Gustavo:
"UP: Altas Aventuras" foi uma grande inspiração sim, mas outras inspirações importantes foram "As Bicicletas de Belleville" e o brasileiro "O Menino e o Mundo", do Alê Abreu.

Animation Info: A animação brasileira está ganhando cada vez mais reconhecimento internacional, com filmes e séries lançados em todo o mundo. Também aumentou a procura por profissionais desta área, e escolas como a Revolution são essenciais para o crescimento do mercado de animação no país. Quais seriam as principais dicas que você daria para alguém que está querendo começar agora?

Gustavo: Minha dica é: Só começa. Para fazer animação você só precisa começar. Seja uma animação com boneco de palito ou uma animação em 3D, o mais importante nas duas é a narrativa. Uma boa narrativa transpõe qualquer malabarismo visual.

Se você quer trabalhar na indústria, acessa o canal da Escola Revolution no YouTube que lá tem muita coisa massa, tanto da parte de formação técnica quanto informações sobre como funcionam os diferentes mercados. A escola também tem um programa de bolsas muito legal que tem como objetivo trazer mais acesso aos nossos cursos e ao universo das artes digitais como um todo.

Animation Info: Quais os próximos projetos do estúdio Miralumo? Já existem novos curtas em produção?

Gustavo: O próximo passo é continuar produzindo animação do Brasil. Nosso próximo curta vai contar a história de Aurora, uma menina que foge para Lua depois de brigar com os pais. Também estamos produzindo outros trabalhos que vão sair logo, mas a gente ainda não pode falar muito sobre eles.
 
 
 
Napo (2020)
Direção: Gustavo Ribeiro
Roteiro: Gustavo Ribeiro e Gabriela Antonia Rosa
Produtores: Thais Peixe e Gustavo Ribeiro
Direção de arte: Giovani Kososki e Rayner Alencar
Trilha original: Francisco Okabe
Editor: Victor Spadotto
Equipe Computação Gráfica: Bruna Bastos, Giovani Kososki, Gustavo Ribeiro, Heloisa Duda, Luan Francisco, Renan dos Passos, Thais Peixe, Ivan Stephan

0 comentários:

Postar um comentário